sexta-feira, 23 de abril de 2010

Meu coração, bate feliz...



Bom, para quem não sabe meu marido é cardiologista, dos bons diga-se de passagem (corujice lá longe!). Quando nos conhecemos era um simples estudante de medicina, mas que já tinha alguns "tiques" da especialidade pois seu pai também cuida dos corações alheios! Dom de família (rs)! Isto posto, fica fácil imaginar que para ele, manteiga era nome feio e do creme de leite ele corria mais rápido que um foguete!

A primeira vez que ele me viu fazer um risoto, quase infartou, o pobre! - Para que tanta manteiga? - Perguntou (rs). - Estrogonofe leva creme de leite? Minha mãe tem uma receita em que ela usa leite apenas! Sem lhe dar ouvidos continuo fazendo. No começo ela comia meio reticente, mas depois se entregou a esbórnia (rs)!

É bem verdade, que sua avó paterna me servia de desculpa, alemã com direito a puxar todos os Rs, gosta da boa e gordurenta comida alemã, e não quer saber de colesterol nem agora no auge dos seus 90 anos, está bom pra você? Alias, foi com ela que aprendi muitas coisas na cozinha e quando lhe perguntei como fazia o Hering, ela disse que não se utilizava de medidas era um pouco disso, um pouco daquilo. Ótimo, um dia lá estava eu na casa dela para acompanhar sua execução.

.
Ok, tudo isso para ilustrar o prato que postarei hoje, um meigo e dócil joelho de porco com polenta (rs)! Agora tudo faz sentido, não? E olha que vou dizer, Maridíssimo comeu até dizer chega! E nem lembrou que existe artéria, colesterol, pressão alta... Deus protege os desavisados (rs)!

Segue a receita:


Joelho de Porco com Polenta

Porco
1 joelho de porco serrado na longitudinal
1 colher de chá de zimbro
1 colher de chá de pimenta jamaica
1 colher de chá de pimenta em grãos branca
1 colher de semente de coentro
1/2 colher de chá de pimenta caiena
sal grosso
mix de pimenta moida na hora
1 colher de sopa de vinagre
1 colher de sopa de azeite
1 dente de alho descascado

Misture todos os ingredientes, menos o porco bien sûr, em um pilão e amasse muito bem até formar uma pasta. Lambuze os joelhos com ela e reserve.

Coloque-os em uma forma com um pouco de azeite, forre com papel aluminio e leve ao forno (200 ºC) por aproximadamente 1 hora. Retire o papel e volte ao forno por mais 45 minutos.

Polenta
1/2 xícara de fécula de milho
1 1/2 litro de caldo de legumes quente (já com sal)
1 colher de sopa de manteiga

Coloque metade do caldo na panela e vá polvilhando a fécula docemente, mexendo sempre com um batedor de arame, Quando estiver bem incorporado, junte o restante do caldo aos pouco mexendo sempre. Deixe no fogo baixo por uns 20 minutos, mexendo uma vez ou outra. quando estiver no ponto (eu gosto molinha) acrescente a manteiga e bata vigorosamente.

Coloque em um prato e disponha o joelho por cima. Rende duas porções graaaandes!
Eu comi meia e Maridíssimo 1 e meia! Para quem corria da manteiga até que ele está tranquilo (rs)!



Beijinhos porcolinos,
Dani

31 comentários:

  1. Se teu marido passar 1 dia na minha cozinha ele vai pro brejo! Risos... requeijão a gente come de colher, creme de leite é usado em quase tudo e margarina e azeite...bom, deixa pra lá...risos.
    Nunca comi joelho de porco, mas deve ser bom pra chuchu (chuchu que por sinal é bem levinho...hehehe).
    Bjsssss

    ResponderExcluir
  2. Dani
    Lá em casa todos nós gostamos, mas meu filho mais novo e o meu marido - amam. Tanto que já estou passando a receita pra ele fazer amanhã (sim, é ele quem cozinha rsrsrsrs). Depois eu conto.
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Aff amooo joelho de porco!!! Os 15 primeiros anos da minha vida eu ia todas as férias para Santa Catarina e me acabava de comer comida alemã. Joelho de porco e marreco recheado...os meus preferidos! Mas nunca me arrisquei a fazer. Com polenta deve ser bom demais!!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. O que os olhos não veem o coração não sente,rsrsrs, literalmente né Dani?
    Adorei o post, nossa estou fazendo um belo livro de receitas com sua receitas,rs. Estou adorando!
    bjossss

    ResponderExcluir
  5. Nossa que comida bonita ein!
    Mas realmente a gordura deve ser absurda!!

    bj

    ResponderExcluir
  6. Dani, ai Dani, joelho de porco....não sei.....meu pai ama, come manteiga e nem tem o telefone do colesterol rssss....beijocas

    ResponderExcluir
  7. Oi Dani, rsss..´.estou rindo da sua história!!!

    Existe hora pra tudo nessa vida, até pra comer gordura sem culpa né?

    Então, seu joelhão de porco ficou um sucesso, chiquérrimo! E eu adoro...ai, ai, ai...uai, tbm sou gente né? rsss...

    Um abraço pra vc,
    Ótimo final de semana!

    ResponderExcluir
  8. Só comi joelho de porco uma vez, num restaurante de comida alemã em Joinville.
    Ando numa fase que engordo só de olhar pro ingrediente... Não é tanto assim, claro, mas culpa da minha tireóide, eu juro!
    Bom final de semana!

    ResponderExcluir
  9. menina..eu amei a sua historia e..ri muito com os causos todos..mas..se maridão comer essas coisas..não tem problemas!!ele entende bem como funciona um coração....e recomenda um antidoto para essa comilança!!eu imagino ele aqui em casa..com tanta coisas gordurosas que amamos!!!mas..eu amei muito foi saber como fazer um joelho de porco..nem mostro esse post para o meu!!vai querer que eu faça no domingo!!!muito boa explicação..imporimndo a receita para fazer..bjus querida.. bom findi...li

    ResponderExcluir
  10. Oi Dani!
    Conheci teu blog através do Figos & Funghis e gostei muito. Parabéns pela qualidade dos textos.
    Beijos e bom final de semana!

    ResponderExcluir
  11. MENINAS TENHO QUE CONCORDAR COM O MARIDÃO SÓ DEPOIS VEM O ARREPENDIMENTO!
    MAS JOELHO DE PORCO É MUITO BOM MESMO!

    ResponderExcluir
  12. eu evito o que posso, para ter outros créditos...
    adoro joelho de porco, vivo fazendo, o seu ficou dos deuses. bjs

    ResponderExcluir
  13. Ainda bem que minha marida não viu isso, se não iria salivar por 3 meses....rs, já euzinha tô passando, apesar de mutcho apetitoso MESMO, num como o porquinho, nenhum tipinho, tô perndendo.......rs rs rs rs rs

    ResponderExcluir
  14. Nunca comi, mas o aspecto desse aí é um espanto!!!
    Beijinhos e bom fim de semana

    ResponderExcluir
  15. Dani, nunca experimentei, mas gostei muito do seu, a disposição do prato ficou linda, agradou geral querida, bjkas e lindo fim de semana p/ vc e família, ;)...

    ResponderExcluir
  16. Ai Dani, bem que eu estava precisando dar umas boas risadas hoje! obrigada por ter me presenteado com essa estória hilária...e os beijos porcolinos? amei!
    Beijos pra vc e bastante exercício, né baby?

    ResponderExcluir
  17. Cumadi...tadin de seu cumpadi...e do porquin, né?!
    =D... eu q gosto só da polenta...huumm...
    E prá vê o tanto q entendo de comida alemã q só conheço uma regatinha q tenho Hering... seria ela comestível...tive esse momento dúvida...;D
    E ocê tem um coração de ôro fala pro dotô, viu?!
    Um bejim procê!!

    ResponderExcluir
  18. Ai meus sais... rs
    Porque será que "tudo que é bom é ilegal, imoral ou engorda?" rs
    Aqui em casa hoje tb teve polenta, ô comidinha boa e versátil essa né?
    Adorei a receitinha... Ah, e o coração por cá tb bate legal. rs
    Xêros, Dani.

    paty

    ResponderExcluir
  19. Lindo o seu blog! Adorei =)

    Tô seguindo...

    Bjo

    ResponderExcluir
  20. ahahhahaha soh vc dani!!! comecar um post falando da saude do coracao, e nos matar com uma delicia dessas!!! adorei!!! beijos e bom domingo! adoooro aqui!

    ResponderExcluir
  21. sou eu, barbarove! ihihihihihi!!!!

    ResponderExcluir
  22. Caramba!
    Olha só vi este prato aqui em Petrópolis na época da festa dos alemães que acontece todos os anos em Junho e, realmente muitos descendentes fazem e comem este prato que, parece delicioso, mas que eu nunca comi, talvez por lembrar que é um joelho e não me enche a boca dágua, mas dizem que é delicioso.
    bjs cariocas

    ResponderExcluir
  23. Dani do céu....Não há como resistir, coitado do seu marido. Bem tratado assim certamente nunca se lembrará que é cardiologista, fique tranquila e desfrute do prazer da culinária!!
    Bjos
    Fran

    ResponderExcluir
  24. Adoro joelho de porco e a apresentação do prato está magnifica, bjs.

    ResponderExcluir
  25. Oi, Dani,

    Adorei o post, sobretudo o "Deus protege os desavisados', rsrs. Eu acho que o estresse é que induz a gente às doenças, complicando a metabolização dos alimentos, entre outras coisas (embora seja bom não exagerar em nada, né?).
    Meu coração também bateria feliz, à vista dessas delícias, rsrs.

    Beijinho, bom dia e boa semana!

    ResponderExcluir
  26. Gostei da introdução!
    Boa desculpa mesmo....
    Babette

    ResponderExcluir
  27. ai me segura que to até salivando! que delícia! vou guardar pro final de semana! óteeeema dica!!!!

    ResponderExcluir
  28. Porque será que as coisa boas da vida sempre é proibido...rs
    Tadinho do seu marido eu até entendo, nutricionista e cardiologista leva tudo muito certinho , mas tem horas que eles também enfiam o pé na jaca kkkk
    Bjinhus!!!

    ResponderExcluir
  29. como uma boa francesa: VIVA A MANTEIGA!

    ResponderExcluir
  30. A foto esta o máximo, dificilmente se consegue resistir.
    Bjs

    ResponderExcluir
  31. hmmmm
    um dos meus pratos favoritos!
    com purê de mandioquinha com wasabi também fica fenomenal!
    bjos

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails